Loading...

sexta-feira, 14 de março de 2008

Resenha do Filme O Gladiador.





O GLADIADOR


O império romano foi uns dos maiores, e mais duradouro

império da história. Foi no ano 180, que o general Máximo, servindo o seu imperador Marco Aurélio, prepara o seu exercito para impedir a invasão dos germânicos.

Durante o combate, Máximo sabendo que Marco Aurélio, já velho, ofereceu o comando do reinado Romano. Maso seu filho cômodo,filho do imperador,mata- o seu próprio pai assumindo o comando do império romano,mas cômodo não aceitando Máximo,manda o executar,mas lês não consegue e Máximo foge. Nisso Cômodos manda os seus soldados matar sua família,sua Esposa e o seu filho,torturando-o e os crucificando-os na intenção de vingança,já que ele não conseguiu matar a Máximo. Tendo ele fugido e muito ferido ele é capturado por uma tribo,e sendo vendido tornando escravo,submetendo a lutar com diversos soldados,travando batalhas sangrentas chegando a lutar no coliseu,pois era a mais nova forma que os romanos tinham para seus divertimento.

Máximo sabendo que cômodo estava no poder do império, estava ele até então disposto a vingar o assassinato de sua família, mas para isso era preciso primeiramente triunfar para ganhar a confiança da platéia, lutando por uma causa pessoal, mas de uma forma quase que solitária, levando muitos benefícios ao povo.

Mas cômodo vendo que estava sendo traído pela sua irmã, que estava a favor de Máximo,resolveu executar-lo,pessoalmente no coliseu perante o povo romano. mas no decorrer do filme maximo e cômodo se enfrentam na arena,ocorrendo assim a morte de ambos.Deixando o reinado de romo para o seu soblinho que depois de adulto reinará.

Este filme mostra-nos que o império romano não era somente uma maquina de guerra,com interesses de dominação,mas sim uma idéia ,uma luz no meio das trevas que assim mostra uma grande transparência na época.

Momento histórico se passa num período de decadência de valores,onde a corrupção não estava infiltrado no próprio Senado,e já na maioria dos governadores de Roma,já o imperador Marcus Aurélio convivia com esta realidade,mas não compactuava,por isso buscava alguém que não estivesse contaminado com o ambiente político.

Nenhum comentário: